O primeiro passo para definir qual implante escolher é definir qual marca utilizar. Nos últimos anos houve um grande aumento no número de marcas de prótese disponíveis no mercado. As marcas recém-chegadas ao brasil ofereceram então um custo mais baixo para conseguir enfrentar a concorrência. Como saber então se é possível confiar no fabricante?

 

 

Alguns fatores devem ser observados para se conseguir a melhor maneira de se aliar preço com qualidade. Em primeiro lugar, pesquisar há quanto tempo a marca está presente no Brasil, pois é garantia que foi emitido um registro definitivo – e não o provisório que pode ser suspenso após testes mais apurados – na ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária). Um registro que reforça a qualidade é o do FDA – agência americana equivalente, onde a minoria dos fabricantes conseguem atender às rigorosas exigências. Deve-se atentar também para o prazo de garantia que deve cobrir a validade mínima de 10 anos.

Em segundo lugar definir o desejo do formato da mama – e a partir de medidas específicas vai se determinar o tamanho do implante. Muitos pacientes baseiam-se em resultados conseguidos por amigas para calcular o volume a ser implantado. Diversos fatores no entanto influenciam o resultado que um mesmo implante pode provocar em um corpo pois a mama é vista de forma relativa ao tamanho do tórax, a estatura, a quantidade e a forma da mama presentes antes da cirurgia.

 

WhatsApp chat