1 - Quando é indicada a protese de silicone?

A mulher gosta de se sentir bem consigo mesma, bonita e podemos ver que o silicone aumenta muito a auto-estima das mulheres. É muito comum que mulheres constrangidas por terem as mamas muito pequenas tentem resolver com o sutiã de enchimento. Hoje a mulher conquistou uma maior independência e tem coragem e o poder de assumir e decidir o que fazer com o seu corpo, independente de opniões contrárias. Há também as pacientes com queda da mama após a amamentação devido a redução de volume e que querem recuperar a sensualidade e auto-estima de quando consideravam as suas mamas lindas durante o período da gravidez.

2 - Qual a prótese mais adequada?

Existem basicamente 3 formatos e tamanhos que oscilam normalmente entre 240ml até 400ml. O tipo certo depende principalmente em entender o desejo da paciente mas sempre ponderar a proporção do tamanho do torax, peso, altura, qualidade da pele e quantidade de mama atual. Erros podem ocorrer por exemplo, pensando-se no resultado imediato muito grande em uma pele com estria que irá ceder com o tempo e gerar flacidez. Cada formato tem uma indicação.

3 - Qual o formato mais adequado de silicone?

Cada formato tem uma função. A prótese mais utilizada em pacientes jovens é a redonda ALTA projeção. O formato CÔNICA ou EXTRA-ALTA projeção pode ser utilizado para simular tamanho maiores. Isto é interessante em pacientes com flacidez que não comportam prótese muito pesada ou em pacientes com o torax pequeno. O formato ANATÔMICO deve ser utiacientes com mama muito pequena e que não querem o colo superior “marcado” , “artificial”.

4 - Qual o tamanho mais adequado de silicone?

O tamanho mais utilizado é 300ml. Abaixo de 240ml dificilmente haverá mudança significativa e acima de 400ml deve-se considerar o PESO que pode gerar uma flacidez. O cirurgião pode entender ´grande´ diferente do que a paciente entende ´grande´, logo é importante mostrar fotos de resultados prévios em pacientes com corpos parecidos para enteder qual a idéia da paciente sobre a cirurgia. Considerar sempre tamanho do torax, peso, altura, qualidade da pele e quantidade de mama atual.

5 - Por onde são colocadas as próteses de mama?

A opção mais utilizada é o sulco mamário, que fica discreta com a cobertura da prótese. Pacientes com areola maior do que 4cm podem optar pela incisão peri-areolar que pode ser semicircular na metade inferior ou completa da areola neste caso para tratar pequenos casos de flacidez. O acesso axilar pode ser utilizado, no entanto deve ser ponderado a existência de estudos que cogitam sua interferência no rastramento de linfonodo sentinela quando há câncer.

6 - Ainda precisa trocar as próteses a cada 10 anos?

É importante utilizar as melhores marcas que tem confiabilidade em baixos índices de contratura. Atualmente, não existe mais a regra de trocar a cada 10 anos pois houve um grande desenvolvimeto tecnológico na prevenção de contratura com as cápsulas texturizadas. É necessário exames preventivos de rotina e, sempre que estes revelarem alterações como ruptura, extravazamento do conteúdo da prótese, contratura capsular, surgimento de nódulo mamário pode ser indicada a cirurgia. Exames normais pode estender a prótese para 12, 14 anos ao passo que exames alterados podem indicar a troca antes mesmo dos 10 anos.

7 - O silicone apresenta algum risco?

O silicone não deve ser usado na forma líquida em injeção, que é inclusive proibido de uso pela SBCP e CRM. Há risco de migração e infecção e não apresenta o mesmo grau de pureza do gel de silicone, utilizado nas próteses. A prótese apresenta ainda uma cápsula bem resistente que protege o silicone. Com o desenvolvimento tecnológico consegui-se maior segurança para o uso médico com o gel de silicone coeso, que limita que ele migre mesmo com a ruptura da cásula.

8 - Há modificação da sensibilidade?

A alteração na sensibilidade pode ocorrer principalmente na técnica periareolar e ocorre nos primeiros dois meses e vai retornando ao normal gradualmente até os 6 meses.

9 - A prótese interfere na amamentação?

A inclusão de próteses nas mamas não influi na amamentação, diferente da mamoplastia redutora que pode, em alguns casos, necessitar complementação para o bebê.

10 - Por que algumas mamas endurecem após a prótese?

Chama-se contratura capsular e é causada pela resposta imune do paciente. Atualmente este problema diminui com o desenvolvimento tecnologico de próteses texturizadas, em contraste com as antigas que eram lisas. A prevenção é com escolhas das melhores marcas, com baixos índices de contratura e o tratamento pode incluir uma mudança para o plano submuscular.

11 - O silicone provoca câncer ou alguma outra doença?

O silicone é um produto liberado para fins estéticos pois já foi muito estudado pelo meio médico e não há comprovação científica que induza à formação de câncer até hoje. Se houver ruptura acidental da prótese com extravasamento do seu conteúdo de silicone, pode haver siliconomas, que são processos inflamatórios no tecido em volta. Este problema foi aprimorado com coberturas mais resistentes e com a coesividade do gel de silicone, que limita o extravazamento.

12 - As próteses de silicone colocadas nas mamas podem atrapalhar exames como a mamografia, ressonância magnética e ultrassonografia?

Estes exames evoluíram muito no diagnóstic com a existência implantes mamários, sendo importante avisar sobre as próteses na hora da realização do exame para o profissional tomar as medidas de segurança. Pacientes com nódulo suspeito geralmente têm a prótese colocada no plano sumuscular para facilitar a visualização do mesmo.

Entre em Contato

Endereços

Tijuca - Hospital Rio Day
Rua Carlos Laet, 11

 Laranjeiras - Centro Médico Paysandu
Rua Presidente Carlos de Campos, 45

Barra da Tijuca - Americas Medical City
Av. Jorge Cury, 550 sala 225

Fortaleza - Cirurgia Plástica
Av. Santos Dumont, 5753 - Torre Saúde, Sala 903, 904 Papicu,

Horário de Atendimento
9h as 18h

WhatsApp chat